Presidente da ABRACAM comparece ao Congresso Nacional em Sessão sobre os 30 anos da Constituição.

POR MILTON ATANAZIO

Em cerimônia com a presença de deputados, senadores e um grande número de autoridades,  o  presidente da ABRACAM – Associação Brasileira de Câmaras Municipais  Rogério Rodrigues da Silva esteve presente à cerimônia comemorativa sobre os 30 anos da Constituição Brasileira, que foi promulgada em 05 de outubro de 1988.

Presentes e fazendo parte da Mesa Diretora, o presidente Michel Temer, o ex-presidente José Sarney , o presidente eleito Jair Bolsonaro, o ministro do Supremo Tribunal Federal  Dias Toffoli, a procuradora geral da República Raquel Dodge, o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (MDB-CE) e  o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Discursos

Primeiro a discursar, o presidente do Senado e do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (MDB-CE) afirmou que a Constituição de 1988 marcou a transição para o período democrático mais longo da história do país.

“Devemos sempre, sempre respeitá-la [a Constituição] e, principalmente, cumpri-la”, ressaltou o senador.

Eunício saudou as presenças de Sarney, Temer e Bolsonaro e afirmou que o encontro dá início ao processo de transição para o próximo governo.

Em seguida, Maia disse que os brasileiros não se deixaram seduzir, durante a campanha eleitoral, por propostas de uma nova Constituição. “Não é trivial que propostas que acenaram para a substituição da Constituição em vigor tenham sido repudiadas pela opinião pública durante o último processo eleitoral”, afirmou.

Para Maia, a defesa da Constituição não exclui o fato de que o texto precisa de reformas.

“O fato de não queremos uma nova Constituição, não é o mesmo que a negar necessidade de reformas. Pelo contrário, Constituições longevas passam por processos profundos de mudança para que possam continuar dialogando com o mundo”, argumentou.

Raquel Dodge lembrou que a Constituição garante a liberdade de imprensa e de opinião, além proteger as minorias.

“Nossa Constituição reconhece a pluralidade étnica, linguística, diferença de opinião, a equidade no tratamento e o respeito às minorias, garante liberdade de imprensa para que a informação e a transparência saneiem o conluio e revelem os males contra indivíduos de bem comum”, afirmou.

Bolsonaro

Ao longo da cerimônia, Bolsonaro foi frequentemente abordado por deputados, que dirigiam cumprimentos ao presidente eleito.

Na tribuna, ele disse que a Constituição é o único norte da democracia. “Na topografia, existem três nortes, o da quadrícula, o verdadeiro e o magnético. Na democracia só um norte, é o da nossa Constituição”, afirmou Bolsonaro, durante uma breve fala no evento.

Mensagem

O presidente da ABRACAM – Associação Brasileira de Câmaras Municipais Rogério Rodrigues da Silva, recorda sensibilizado, de sua presença no plenário e o ato da promulgação em 05 de outubro de 1988, com a presença do Dr. Ulisses Guimarães. As palavras finais, “A Nação quer mudar. A Nação deve mudar. A Nação vai mudar. A Constituição pretende ser a voz, a letra, a vontade política da sociedade rumo à mudança. Que a promulgação seja o nosso grito. Mudar para vencer. Muda Brasil”, finalizou. Uma verdadeira festa democrática.

Rogério Rodrigues parabeniza a nação, por sua constituição democrática, dizendo que a constituição tem a responsabilidade de regular e pacificar os conflitos, sendo a Lei Maior do País e que deve ser zelada por todo o povo brasileiro, valorizando a democracia.

Categories: Notícias

Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox